André Martins - editor e repórter de O Trem

Histórias. O jornalismo talvez tenha sido um dos caminhos possíveis para contá-las e apreciá-las. Para André, ouvir boas histórias é um dos grandes prazeres da vida. Dizem que fala pouco, mas quando fala (sério) não profere improcedências. André é um paradoxo. Quer estar longe e perto, quer ficar e ir embora. Pensa muito e gosta de pensar muito em tudo. Liga para o que acredita que ninguém percebe. Nunca perdeu a esperança de que um dia, enfim, entenderá a vida. Enquanto não acontece, procura nas paixões a distração e, quem sabe se o acaso permitir, as respostas: seja numa sala de cinema vazia, numa biblioteca empoeirada ou na imaginação que, via de regra, é um lugar só dele.                                                                                                                                                                                                            - Twitter: @andremlol

Bruno Frade - repórter de O Trem

Único. Consegue falar 10.246.452 palavras por dia. Bruno Frade é muitas ‘personas’ em único ser. Fradinho, Dr. Lost e até Surfistinha fazem parte desse pequeno, mas grande notável jornalista em construção. Apaixonado por televisão, também possui conhecimento na área de Jornalismo Organizacional e curte navegar pelas redes sociais (Ah... é conhecido como “garoto do Face”). Responsável, dedicado e sempre humorado, está disposto a ajudar os amigos em qualquer situação. Consegue reunir informação, diversão e seriedade ao mesmo tempo. A cada estação, sempre tem um “causo” engraçado para contar. Já comprou o bilhete? O Trem já vai partir.                                                                                                                                                 - Twitter: @brunnofrade

Érica Fernandes - repórter de O Trem

Conhecedor de quase tudo e especialista de nada. Assim ou quase assim se define o jornalista. Conhecido por tornar outras pessoas conhecidas, o jornalista é do tipo faceiro e bom contador de histórias. E é por essas coisas, como diria o mineiro, que Érica escolheu ser jornalista. Por gostar de contar as notícias da mesma maneira que a vizinha conta a novidade da rua de cima: não inventa, mas coloca pimenta o suficiente para deixar os olhos da amiga emaranhados de emoção.                                                                                                                                                                                                                                                                   - Twitter: @jrmerica

Fernanda Carvalho - repórter de O Trem

A Fernanda é dessas que todo dia dorme com mil ideias e fica ansiosa pra acordar logo. Escreve até em guardanapo de restaurante e costuma viajar sem sair do lugar. É daquelas que dança pra esquecer da vida e pra lembrar como é bom viver. É desconfiada como todo bom mineiro e acha que sem música não é possível viver. Gosta do samba, do rock, blues, jazz e MPB. Toca, dança e canta, mesmo que seja só pro chuveiro escutar. Acha o mundo um mistério e sonha em sair por aí, conhecendo culturas. Já quis ser desde professora de português a astrônoma e diretora de cinema. Mas sempre esteve apaixonada pelas línguas, pessoas e histórias do mundo. Por isso virou jornalista. No entanto, em todo lugar por onde passar o que nunca vai deixar é de ser uma brasileira/mineira de identidade e de coração. A Fernanda nunca vai perder o trem.                                                                                                                                                                                                                                                     - Twitter: @fernandacarsi

Heitor Zagnoli - repórter de O Trem

Com a voz, Heitor dá vida a histórias e sinfonias. Com as mãos, dedilha o erudito quanto descreve o coloquial. Prestes a se formar em Jornalismo, o barítono do Coral Júlia Pardini encontrou na música seu porto seguro e dele não quis mais sair. Por causa dela, rodou o Velho Continente, levando as cores de nosso Brasil e o peculiar jeito mineiro de ser. Acostumado com os bastidores da informação, tanto na TV como na assessoria, Heitor bem que deseja estender a prosa dos telefones para conversas em in-loco. Quem sabe não é aqui em O Trem que ele consegue.                                                                                                                                                                                                                                                               - Twitter: @hzagnoli

Kátia Brito - chefe de reportagem e repórter de O Trem

Distraída ou atenta? Depende de quem olha e de quem fala. A Kátia gosta de gente. Gente como eu ou você, que anda por aí no meio da multidão e que se destaca não pelo título ou pelo nome, mas por simplesmente serem quem são. Nada passa despercebido aos olhos dela. Atenciosa, faz os problemas de quem está a sua volta se tornarem pequenos. Afinal sabe como poucos usar as palavras seja para aquietar os mais aflitos ou para encher de esperança os mais desanimados. Quem sabe ela não conta a sua história aqui n'O Trem.                                                                                                                                                                    - Twitter: @britokatia                      

Lucas Alvarenga - editor-geral e repórter de O Trem

"Quase jornalista e jornaleiro rodado. Apreciador de samba e sambista com os olhos e as palavras. Repórter de revista mensal. Escritor nas horas vagas. Raríssimas". Ora, algumas pessoas hão de se encontrar nesta pessoa. Todas, porém, se resumem em uma capaz de se enveredar por campos distintos, que perpassam a literatura e a música popular brasileira, atingindo em cheio o jornalismo. Esta pessoa atina para aquilo que seus colegas chamam de desatino e seus amigos, porém, denominam como visão. De certo, apenas seu afino em desenredar engenhosamente embaraços. Afinal, ser jornalista é desatar nós para quem só sabe atá-los.                                                                                                                                                                     - Twitter: @lucasfalvarenga                                                                                                   - Blog: http://oroncodacuica.wordpress.com/

Rafael Sandim - repórter de O Trem

Jornalista empreendedor. Apaixonado pela cultura, ele usa não apenas as palavras para se expressar. Rafael é blogueiro, twitteiro e já escreveu sobre educação e cinema, um caso particular de amor. Fez críticas de filmes e também frequentou aquelas redações em que se redige sobre tudo. Ou QUASE tudo. Além do gosto pela escrita, ele também é DJ e produtor cultural. Pode olhar nos perfis dele. Sempre tem uma festa - bacana ou @bsurda - em que ele estará animando. De um jeito ou de outro, entre a cultura e o jornalismo, Rafael não deixa o trem sair dos trilhos.                                                                                                                                                                                                                                                  - Twitter: @rafaelsandim                                                                                                       - Blog: http://diassemparacetamol.tumblr.com/


Tópico: quem faz

Data: 29-06-2011

De: Lorena

Assunto: Parabéns

Êta turma competente, sô. Revista danada de bom, Trem!

Responder

—————